• Colaboradoras da Liga

Liga(da) no veleiro científico Tara

Por Jana Del Favero


O domingo amanheceu ensolarado depois de semanas de chuva e frio em pleno mês de novembro na cidade maravilhosa. Eu acordei sorrindo, pois tinha uma missão muito especial: conhecer o veleiro científico Tara, da fundação francesa Tara Océane, e relatar tudinho para a Liga da Mulheres pelo Oceano.


Com seu casco de alumínio de 36 metros de comprimento, o Tara já realizou 12 expedições científicas, percorreu mais de 450.000 quilômetros e ficou por meses encalhado no gelo do Ártico para fazer alertas sobre as mudanças climáticas.


Dessa vez, o Tara partiu com o objetivo de estudar os microorganismos marinhos, tentando entender o papel de cada um deles, sua organização, e suas interações. Ele possui todo o equipamento necessário para a pesquisa: uma rede manta para coletar plásticos que ficam na superfície, redes com diferentes malhagens para amostrar diferentes organismos do plâncton de diferentes tamanhos, rosette para coleta de água equipada com sensores para obtenção de dados abióticos, instrumentos de medição do ar, microscópios, dois laboratórios secos para análises em tempo real, um laboratório molhado onde é filtrada a água para separar vírus e bactérias, e locais adequados de armazenamento de amostras. Conta com uma tripulação de 14 pessoas, incluindo cientistas brasileiros. No Atlântico Sul, a missão microbiomas atua com o programa AtlatECO (https://pt.atlanteco.eu/).


Após realizar pesquisas na Amazônia, fazer atividades em Belém e Salvador, o Tara chegou no Rio de Janeiro no dia 4 de novembro de 2021 e aportou ao lado do Museu do Amanhã. Lá promoveu uma série de atividades educacionais e de conscientização sobre o oceano: palestras, conferências, painéis e atividades interativas com as crianças. O público podia ainda visitar externamente o grandioso veleiro.


Tive a honrar de embarcar no Tara no trajeto do Museu do Amanhã para a Marina da Glória. Ganhei uma navegada frente à praia de Copacabana e a oportunidade de conhecer e conversar com cientistas que estavam a bordo.


Do Rio, o Tara segue para Santos e Itajaí, continuará descendo nosso continente até a Antártica. Voltará para a Europa costeando a África. Conseguem imaginar quanto conhecimento será gerado e compartilhado ao longo dessa expedição?


Vale a pena visitar a página da Fundação Tara (https://fondationtaraocean.org/en/foundation/) e acompanhá-los pelo Instagram @foundationtaraocean.

Jana del Favero é pesquisadora de Rede Abrolhos, editora da plataforma de divulgação científica Bate-Papo com Netuno (www.batepapocomnetuno.com) e autora dos livros infantis do Suvaco, seu cachorro que ela transformou em personagem na missão de aproximar as crianças do oceano (@suvaco_cao).

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo